top of page

ARI Serra Gaúcha completa 20 anos de história

Atualizado: 5 de out. de 2023


Parte da atual equipe da Ari Serra Gaúcha


A comunicação marca presença em nossa vida a todo instante. E ela acontece das mais diferentes formas e nas mais distintas plataformas. Nosso corpo fala não apenas utilizando a voz. Os movimentos carregam sentidos. A expressão do olhar e do sorriso diz muito. Até o silêncio pode estar encharcado de significado. Mas há uma comunicação que exige um pouco mais de técnica, sem esquecer do valor de sentimentos imprescindíveis nas relações humanas, como afeto, empatia e respeito. É a que envolve apuração e coleta de dados, checagem, produção de conteúdos e informações que dão vida ao noticiário cotidiano e ajudam a construir a memória coletiva. Há profissionais que respondem por esse trabalho e, com muito compromisso, testemunham e registram a história das pessoas no convívio em sociedade.


Esse tipo de informação é essencial, pois precisamos dela para viver, nos situar no espaço e no tempo, nos integrar.... Nesse aspecto, tem sido fundamental o trabalho dos comunicadores, sejam eles jornalistas, radialistas, assessores de imprensa, relações públicas, fotógrafos, publicitários, designers, gestores e estudantes da área, entre tantos outros que dão ainda mais sentido ao verbo comunicar. Cada um busca exercer com seriedade seu ofício e muitos fazem parte de um movimento que completa duas décadas de trajetória neste dia 28 de maio de 2023.


Estamos nos referindo à Associação Riograndense de Imprensa – Seccional Serra Gaúcha, que envolve 44 profissionais (contando o Conselho Superior) e foi idealizada pela jornalista Juçara Tonet Dini (fundadora), com o apoio de outros 17 comunicadores, a maioria com formação em Jornalismo. São pioneiros da única unidade regional da ARI em atividade: Juçara Dini, Paulo Roberto Rodrigues, Luis Fernando Zanini (in memoriam), Vera Mari Damian, Guilherme Arruda, Paulo José Ruffato, Antonio Carlos Correa, Mara Suzana Santini, Arminda Bertuzzi, Paulo Renato Marques Cancian (in memoriam), Moacir Pedro Molon, Rosmeri T. Brogliato, Dhynarte de Borba e Albuquerque, Milton Siles Simas Jr., Marlei Teresinha Ferreira, Charles Tonet, Xênia Chemello e Marta Sfreddo.



Juçara Tonet Dini, presidente Vice- presidentes: Moacir Molon Paulo Cancian Paulo Rodrigues Guilherme Arruda Paulo Rufatto. Foto: Arquivo Ari Serra Gaúcha

Um dos principais objetivos da ARI Serra Gaúcha é promover ações de valorização da imprensa, contribuindo para o debate ético em torno desse importantíssimo segmento. O Troféu ARI Serra Gaúcha é um dos símbolos que, desde 2008, fortalece o reconhecimento a esses profissionais que trabalham tanto para bem informar a população e que merecem a confiança da comunidade. Queremos abraçar a todos em sinal de agradecimento pela contribuição e pela transformação social cotidiana.



Foto com Vania Marta Espeiorin (E) e Juliana Bevilaqua (D), presidente e vice-presidente da ARI Serra Gaúcha - Crédito: Andreia Fontana

A ARI Serra Gaúcha, em sintonia com a ARI (Mãe), também vem lutando pela qualificação dos profissionais da área, reforçando, por exemplo, a necessidade do retorno do diploma aos jornalistas, o fim das chamadas fake news (notícias falsas) e a não substituição do fazer humano pela máquina quando ferramentas como o chatGPT ameaçam a produção de conteúdos que precisam de vida e não algoritmos. Nossa entidade ainda tem estado presente em ações de formação e em iniciativas solidárias, principalmente, as que destacam a relevância do ato de comunicar, pois a livre expressão e a informação são direitos, desde que exercidas responsavelmente. E, como direitos, colaboram para o avanço da humanidade. Nesse caminho de luta pela comunicação, a ARI Serra Gaúcha segue firme, contribuindo para a construção de uma sociedade bem informada e melhor para todos.

38 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page