top of page

Nove profissionais recebem Troféu ARI Serra Gaúcha em Flores da Cunha

Evento realizado em parceria com o Centro Empresarial ocorreu nesta quinta no Centro de Eventos Luiz Argenta

Foto: Eriel Giotti

Repleta de emoção, foi realizada nesta quinta-feira, dia 9 de novembro, no Centro de Eventos Luiz Argenta, em Flores da Cunha, a entrega do Troféu ARI Serra Gaúcha 2023. A 15ª edição do prêmio, realizada em parceria com o Centro Empresarial de Flores da Cunha, reconheceu nove profissionais da comunicação da Serra.


Foram homenageados Carlos Raimundo Paviani (Jornalismo Impresso e Digital), Marco Matos (Telejornalismo), José Theodoro (Radiojornalismo), Alessandra Muraro (Assessoria de Imprensa), Juliano Carpeggiani (Imagem), Fernando Vanelli (Publicidade), Leila Cemin (Relações Públicas), Maria Teresa Fortuna (Destaque Estadual) e Odinha Peregrina (Contribuição à Comunicação).


“Estamos aqui para celebrar não apenas as conquistas individuais, mas também a força coletiva de nossa profissão. Ao recebermos esse prêmio, não apenas somos reconhecidos por nossas realizações, mas também pelo nosso papel vital na construção da sociedade, na disseminação de informações precisas e na promoção do entendimento. Este troféu não é apenas um símbolo, mas um lembrete do impacto significativo que podemos ter quando exercemos nosso papel com ética e seriedade”, discursou José Theodoro em nome dos agraciados.


Presidente da Associação Riograndense de Imprensa – Seccional Serra Gaúcha, a jornalista Vania Marta Espeiorin também destacou a importância da comunicação e de pautas do segmento, como a volta da obrigatoriedade do diploma para o exercício do Jornalismo, salários mais dignos e carga horária menos inflada a comunicadores e combate à desinformação.


Vania lembrou, em seu discurso, dois ilustres filhos de Flores da Cunha: a escritora Lourdes Curra e o publicitário Flávio Luis Ferrarini, ambos já falecidos. Ferrarini recebeu uma homenagem póstuma da ARI e do Centro Empresarial durante o evento. O poema “É de gente assim que eu gosto” foi emoldurado e entregue ao filho dele Roger Ferrarini.

Foto: Eriel Giotti

“Na luta por comunicar com coração solidário e por reconhecer quem honra esse ofício, sei que estamos todos unidos. Por isso, nas palavras de Ferrarini, sinto que este ‘é o momento de cumprimentar o colega. É o momento especial de agradecimento’, e ‘é o momento de brindar em confraternização’, pois ‘acredite ou não, temos o mundo em nossas mãos’”, disse Vania.


Anfitrião da reunião-almoço que acolheu a entrega do Troféu ARI, o presidente do Centro Empresarial de Flores da Cunha, Gilberto Boscato, falou do privilégio em homenagear nove comunicadores, muitos deles de Flores da Cunha, reconhecendo suas notáveis contribuições dentro de suas respectivas áreas de atuação.


“Cada um desses profissionais representa o profissionalismo e a dedicação que tanto admiramos em nossa comunidade”, frisou para uma plateia de 214 pessoas que, além de prestigiarem os agraciados deste ano, puderam ouvir o fundador e presidente das Empresas SIM, Neco Argenta.


Neco compartilhou suas experiências e sucessos no painel "Liderança e Legado: A inspiração por trás do crescimento das Empresas SIM", com mediação da vice-presidente da ARI Serra Gaúcha, a jornalista Juliana Bevilaqua.


“Eu me sinto muito à vontade porque muitos que estão aqui acompanharam a nossa jornada de muita entrega, de muito trabalho”, disse.


O empresário também anunciou que as Empresas SIM firmaram uma parceria com a Petronas para trazer ao país a tecnologia internacional de combustíveis da marca. Segundo Neco, é o maior passo em 38 anos de história da companhia.


Ao final da palestra, Neco recebeu presentes do presidente do Centro Empresarial, Gilberto Boscato, da presidente da ARI Serra, Vania Espeiorin, e do presidente da Associação Riograndense de Imprensa (ARI), José Nunes.


Neco Argenta durante bate-papo com a jornalista e vice-presidente da ARI Serra Gaúcha, Juliana Bevilaqua. Foto: Eriel Giotti

SOBRE O TROFÉU


Um dos reconhecimentos fundamentais estabelecidos pela ARI Serra Gaúcha nesse âmbito é, sem dúvida, o Troféu Ari Serra Gaúcha. A ideia de reconhecer o trabalho dos profissionais da comunicação da Serra Gaúcha nasceu em um dos tradicionais encontros que a CIC Caxias costumava preparar a comunicadores ao final de cada ano. Quem aventou, pela primeira vez, em criar uma premiação foi o radialista Agenor Rodrigues, durante uma confraternização da CIC, na gestão do João Francisco Müller (2005 – 2007). Nesse momento, porém, a ideia não se concretizou.


Na gestão seguinte, a partir da diretoria de Comunicação e Marketing da entidade, e da presidente da ARI Serra Gaúcha à época, hoje integrante do seu Conselho Superior, Juçara Tonet Dini, o projeto da distinção foi elaborado e efetivado pela Comunicação da CIC e Ari. A execução e o desenvolvimento técnico de todas as edições ficaram sob a responsabilidade da relações públicas Giovana Schmitt, também diretora de eventos da Ari Serra Gaúcha. Ideias convergiram e a premiação ganhou vida pela gestão do presidente Milton Corlatti (2008 – 2011), e de todas as que se seguiram.


Desde 2008 até hoje, 140 profissionais da comunicação receberam o troféu pela relevante trajetória, conjunto da obra, e contribuição social no exercício de sua atividade. Na última edição, no ano passado (2022), por exemplo, a iniciativa começou a efetivamente se regionalizar, sendo feita, pela primeira vez, em Bento Gonçalves, com apoio do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC – BG). Até então, o prêmio sempre foi realizado em Caxias do Sul, com apoio da CIC Caxias.

13 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page